sexta-feira, 22 de maio de 2009

1ª Jornada Científica de Comunicação Social - UCG



Nos dias 7 e 8 de maio as coordenações dos cursos de jornalismo e de publicidade e propaganda realizaram a 1ª Jornada Científica de Comunicação Social da Universidade Católica de Goiás.

A programação contou com palestras, mesas redondas e comunicações científicas, além da significativa participação de professores e alunos.

Na conferência de abertura o professor Dr. Luiz Signates (UFG) falou sobre o tema "Nada mais prático do que uma boa teoria: a repercussão da pesquisa e da teoria na vida profissional em comunicação".



O professor Marcelo Costa apresentou a comunicação: Propaganda e identidade regional: uma análise de filmes publicitários.

Como um desdobramento da pesquisa de mestrado defendida em 2007 no Programa de pós-graduação em Cultura Visual da Faculdade de Artes Visuais da UFG, a proposta foi apresentar como elementos da identidade regional de Goiás são utilizados para melhorar o processo de identificação entre as marcas e os diversos públicos de interesse.
Foram apresentados dois vídeos, ambos produzidos pela Agência Stylus com sede na cidade de Goiânia.
Assista os vídeos:

Cliente: BEG

video

Cliente: CELG

video

Música: sensação musical – a imagem obtém da música o melhor de sua expressão/sugestão.
Expressões da cultura popular: catira, folia de reis, cavalhadas, tropas, pastorinhas, mutirão, moda de viola, buriti, pequi, guariroba, as bandeiras e os índios Goyazes.


Retomada das raízes – Ativação da memória afetiva/simbólica

=

Reforço dos elementos simbólicos

A publicidade não é somente uma técnica de venda, ela diz respeito da cultura, da visão dos publicitários e do anunciante sobre dado tema e sobretudo a percepção do público sobre a mensagem emitida e sua decodificação simbólica. Durante a presente pesquisa houve várias tentativas de desvendar as diversas possibilidades de interpretação proporcionadas pelo objeto de estudo, se valendo principalmente da linguagem cinematográfica técnica dos filmes publicitários e dos fatos históricos que cercaram a trajetória do surgimento da capital goiana. Mesmo tentando cultivar uma alma pacata e interiorana é inegável a posição cosmopolita que a cidade de Goiânia ocupa hoje não só em Goiás, como em toda a região centro-oeste do país.

Para Hamilton Carneiro, criador das peças, o uso de elementos da identidade regional na propaganda, reforça a mensagem publicitária:

"Quando você entra com uma série de elementos que já estão no repertório de informações das pessoas tem uma outra dimensão, mexe com a sensibilidade das pessoas, até por que tem ritmo. E o processo de identificação do público é imediato. Já está no repertório de informações da pessoa, ela não tem muito trabalho para decodificar aquilo ali, ela já conhece."

Portanto, a estratégia utilizada nas campanhas analisadas, é segundo o publicitário, um mecanismo facilitador no processo de identificação do público com a mensagem.
Retomando o que diz Stuar Hall sobre as questões identitárias, a identificação é vista como um processo nunca completado, como algo sempre em construção, principalmente considerando a globalização e a dissolução das fronteiras.

Um comentário:

Luds! disse...

Olá Marcelo, tudo bem? Não sei se lembras de mim, mas meu nome é Ludimila (loira) e estou me graduando em Relações Públicas na FASAM.
Achei muito interessante o seu blog e gostaria ser sempre informada de novas postagens e dicas interessantes, pois confesso que tenho uma alma publicitária dentro de mim, rs... Parabéns pelos trabalhos na Jornada Científica, que infelizmente não tive a oportunidade de ir.

Até